Amar como se não houvesse amanhã!

Amar como se não houvesse amanhã!

Faz a passagem um ente querido e nosso coração se despedaça. Pensamos em mil coisas que poderíamos fazer, mas, infelizmente, não foram feitas. E agora?

Maria Dolores Fiúza Terapeuta Holística e Transpessoal

Maria Dolores Fiúza Terapeuta Holística e Transpessoal

Nesses momentos, percebemos o quanto realmente  precisamos  trabalhar a falta. Falta de quem foi, do que foi, e a falta das atitudes que harmonizariam nossa alma, que nos deixariam ricos da sensação de dever cumprido, quites com os nossos deveres humanos!

É preciso se desprender das questões materiais; perceber a importância de iniciar, de executar e de concluir as tarefas o quanto antes. Não é verdade? Porque às vezes nós iniciamos um projeto e pensamos que ele é eterno, que não fecharemos o ciclo, que a execução será eterna. Pois não é. Temos que adiantar logo a execução das nossas atividades, das nossas tarefas. Não podemos ficar nos detendo com pequenas coisas, pequenos obstáculos; com melindres, com queixas, valorizando as dificuldades.

Precisamos estar atentos ao realizar nossas atividades, para cumprir com os nossos compromissos. Estar atentos com o que está ao nosso dispor, para servirmos da melhor forma possível, sem nos prender às dificuldades, aos obstáculos que encontramos, pois eles estarão em todos os lugares. Nós temos que ter um olhar de minimizar as obstruções para darmos seguimento a nossa caminhada, nos despedindo das pessoas queridas todos os dias; iniciando o dia sempre agradecendo e findando o dia com despedidas amorosas, para não haver depois arrependimentos por não ter dado o beijo, o abraço, e de não ter dito “eu te amo”; de não ter facilitado as relações.

As relações devem ser facilitadas, mantidas com a energia de afeto, de amor a cada dia. Diariamente se vivendo sempre como sendo o último dia; oportunizando o outro a ver o que temos de melhor para oferecer a ele, e isso é muito importante.  Censurar menos. A censura às vezes atrapalha tanto! Mas, ao mesmo tempo, não se pode permitir que o outro fracasse perto de você, sem que você chame a atenção dele sobre a dificuldade que você percebe. Isso também é muito importante. E salientar sempre a necessidade do outro estar caminhando com você lado a lado, não atrás de você, nem na sua frente, mas do seu lado. Você aprendendo com ele e ele ensinando a você. É uma troca constante que nós fazemos – e devemos fazer – nas relações. Isso não é tão difícil de realizar. Basta lembrar que existe um começo, um meio e um fim; que é tudo transitório e que não sabemos em que hora será interrompida nossa caminhada aqui.

Então, se pensarmos dessa forma, estaremos sempre agradecidos, atentos e estaremos sempre lembrando o outro sobre as suas necessidades e lembrando também das nossas necessidades.  Isso é urgente. É urgente amar, compreender, facilitar a vida do outro, e é urgente perdoar. É preciso ter uma urgência nesse sentido; de olhar para o outro e pensar: hoje é o último dia que eu vou encontrar, que vou dizer algo, que eu vou poder abraçar, que vou pedir desculpas em relação as minhas dificuldades.

Hoje é o último dia que poderei dizer tudo o que sinto, o quanto posso ser melhor, o quanto  posso fazer para facilitar a vida do outro e a minha também. Se pensarmos assim, nós findaremos com saudade, sem peso na consciência, sem pesar! É a isso que temos que dedicar total atenção a cada dia: Você está bem? Me perdoe! Tenha certeza, vai dar certo! E se não deu tempo de fazer o que acha hoje que poderia ter feito ontem, fique certo(a): lança agora energia de perdão, energia de afeto, energia de amor!  Sua energia chegará até lá, e o que não fez, acabará fazendo melhor, ao quadrado. A intenção forma um campo vibratório reparador, e o que deixamos de fazer, refazemos muitas vezes melhor intencionalmente em vibrações, pois envolve forte poder a emoção, quando bem direcionada! Vamos para frente! A culpa só atrapalha. Podemos tudo!

Paz, Cristo!

Maria Dolores Fiúza
Terapeuta Holística e Transpessoal – Self Coach

Conhece a Tanatologia? Já perdeu algum ente querido? Nesse momento delicidado da vida você está preparado? Clique aqui e saiba mais sobre o curso de preparação.

Curso de Extensão em Tanatologia

Curso de Extensão em Tanatologia
Curso de Tanatologia Bahia - Novvus3 Educação

Curso de Tanatologia Bahia – Novvus3 Educação

NOVA TURMA DE TANATOLOGIA – INSCRIÇÕES ABERTAS

Curso livre!

Clique aqui para realizar sua inscrição

Proteger. Esse é o significado de paliar, derivado do latim pallium, termo que nomeia o manto que os cavaleiros usavam para se proteger das tempestades pelos caminhos que percorriam. Proteger alguém é uma forma de cuidado, tendo como objetivo amenizar a dor e o sofrimento, sejam eles de origem física, psicológica, social ou espiritual. Por esse motivo, quando ouvir que você ou alguém que conhece é elegível a cuidados paliativos, não há o que temer. ANCP

A palavra Tanatologia provém de: Thanatos= morte e Logos= estudo. Ou seja, o estudo da morte e do morrer, especialmente em seus aspectos psicológicos e sociais. 

A Tanatologia é a ciência da vida e da morte que visa entender o processo do morrer e do luto. E, simultaneamente, humanizar o atendimento aos que estão sofrendo perdas graves, podendo contribuir dessa forma na melhor qualificação dos profissionais e pessoas que se interessam pelos Cuidados Paliativos, procedimentos que visam atenuar a dor e o sofrimento e aprimorar a qualidade de vida dos pacientes e de seus familiares diante de uma quadro ou doença terminal.

Segundo Kübler-Ross (1992) um paciente em estágio terminal e seus familiares podem passar por cinco fases no processo do morrer: negação, raiva, negociação, depressão e aceitação.

As reações consideradas normais no luto são: sensações físicas, padrões diferentes de pensamento, comportamentos associados, sentimentos e a insensibilidade.

Objetivo do Curso:

Qualificar e oferecer habilidades necessárias aos participantes e profissionais que trabalham direta ou indiretamente com situações de perdas. Ampliar a visão teórica e emocional abordando a teoria e a prática no trabalho com perdas, lutos, situações de crise, pacientes gravemente enfermos e pessoas envolvidas na situação, tais como, seus familiares e equipe interdisciplinar implicada no tratamento. Incluindo as diferentes perspectivas da morte e do morrer, a partir das várias áreas e correntes científicas, religiosas, filosóficas, pedagógicas e estéticas.

Público Alvo:

Curso livre.
Profissionais das áreas de saúde e o público em geral interessado no tema e em adquirir conhecimento.
Neste curso não há necessidade de conhecimento prévio.

Conteúdo do Curso:

– Significado da morte nas diversas etapas da vida: infância, adolescência e velhice
– Aproximação da morte: Cuidado a pacientes no fim da vida
– Trabalhando o medo da morte
– O luto em diferentes culturas
– O processo do luto: rituais e o processo de elaboração
– Os profissionais diante da morte – A arte de cuidar
– A perda e a família
– Cuidados paliativos
– Recursos e exercícios terapêuticos para trabalhar mudanças e perdas
– Espiritualidade & Terminalidade

florencio-antons-novvus3-educacaoFacilitador:
Florêncio Anton

Enfermeiro, Pedagogo, Mestrando em Enfermagem e Gestão Sanitária pela Universidad Europea del Atlántico.
Vasta experiência em docência nas turmas de Cuidados Paliativos, Tanatologia e Oncologia.

 

Período das Aulas:
Um encontro por mês – Presencial – Aos finais de semana

Nova Turma: 

Módulo 01: Previsto para Junho/2018

Módulo 02: 08/06 (Sexta) , 19h às 21h e 09/06 (Sábado), 9h às 17h.

Módulo 03: 20/07 (Sexta) , 19h às 21h e 21/07 (Sábado), 9h às 17h.

Carga Horária: 40 horas – Teoria / Prática e Vivências / Atividade

Certificação: Novvus3 Educação

Investimento:
Taxa de Inscrição: R$ 50,00
Mensalidade: 3x de R$ 187,00 (Cheque, Cartão ou PagSeguro)

Inscrições: Clique aqui para realizar sua inscrição

Local das Aulas:
Lauro de Freitas – Bahia

* Todos os cursos de capacitação profissional ministrados pela Novvus3 Educação, presenciais e virtuais, necessitam de quórum mínimo de alunos para a sua realização. Em caso de cancelamento pela Novvus3 Educação o valor pago pelo curso será integralmente devolvido ao aluno.

Mais Informações:
71 3026-0717 / 9.8142-6597
E-mail: contato@novvus3.com.br

Clique aqui para preencher o formulário de inscrição

 

Curso de Cromoterapia

Curso de Cromoterapia

Curso de Cromoterapia Novvus3 Educação 2018NOVA TURMA 2018

Cromoterapia é o tratamento através da cor.
Cromo = Cor
Terapia = Tratamento
A palavra tem origem no grego “khrôma” que significa “cor“.

É a ciência que restaura o equilíbrio bioenergético do indivíduo através da reposição, restauração e regeneração dos seus campos eletromagnéticos, com o objetivo de harmonizar o corpo, atuando do nível físico aos mais sutis com o emprego das cores. Resultando em saúde, bem estar e harmonia. Essa técnica é utilizada pelo homem desde as antigas civilizações como Egito antigo, Índia, Grécia e China.

Objetivo do Curso:

Oferecer competências técnicas e habilidades necessárias aos participantes para atuar como cromoterapeuta, despertando a capacidade de autoequilíbrio do indivíduo por meio das cores. O aluno aprenderá o que é Cromoterapia, suas aplicações, o significado e uso de cada cor, os chakras, além da sua utilização como terapia holística complementar em hospitais, clínicas e consultórios.

Público Alvo:

Curso livre. Pessoas interessadas em conhecer a Cromoterapia. Neste curso não há necessidade de conhecimento prévio.

Saúde Integral:

A Cromoterapia é reconhecida pela OMS – Organização Mundial da Saúde, desde 1976, de acordo com a Conferência Internacional de Atendimentos Primários em Saúde de 1962. Outorgada pelo Ministério da Saúde (MS) e SUS, como uma terapia complementar não invasiva.

Conteúdo do Curso:

– Introdução histórico/teoria
– Estudo das cores
– Propriedades e ação das cores
– Aplicação das cores
– Chakras
– A cura através das cores
– As cores, as doenças e a saúde
– Limpeza e energização
– Filosofia das terapias holísticas
– Terapias complementares
– Alimentação
– Dicas de técnicas e tratamentos

Facilitadora:
Maria Dolores Fiúza

Período das Aulas:
Semanal – Presencial – Final de semana

Nova Turma: Módulo 01: 10/03/2018 (Sábado)

Horário: Sábado das 8h ás 11h;

Carga Horária: 60 horas – Teoria / Prática e pesquisa;

Certificado: SINTH-BA (Sindicato dos Terapeutas Holísticos da Bahia) – Convênio Unibahia de Extensão

Investimento: 2x de R$ 257,00

Inscrições: Presencial ou enviando e-mail para: contato@novvus3.com.br

Local das Aulas:

Lauro de Freitas – Bahia

Mais Informações:
71 3026-0717 / 9.8142-6597 / 9.9983-3876
E-mail: contato@novvus3.com.br

Curso de Reiki Nível II – A transformação

Curso de Reiki Nível II – A transformação

Curso de Reiki Novvus3 EducaçãoNOVA TURMA: 09/12

Reiki é uma técnica japonesa para redução do estresse e relaxamento que promove a cura. É transmitido através da “imposição de mãos” e baseia-se na ideia de que uma “energia vital” invisível flui através de nós e é o que nos faz estarmos vivos. Se o nível de “energia vital” está baixo, ficamos mais propensos às doenças ou mais estressados. Se estiver alta, somos mais capazes de nos sentirmos felizes e saudáveis.

A palavra Reiki é composta de duas palavras japonesas: Rei – “sabedoria divina ou o poder superior” – e Ki – “energia vital”. Acredita-se então que Reiki é a energia vital espiritualmente guiada.

Objetivo do Curso:

Após a iniciação no Reiki I, o período de limpeza e o desenvolvimento de alguma prática na aplicação do Reiki, é chegada a hora de aprofundar o contato com esta poderosa ferramenta de cura e transformação.

O nível II do Reiki permite uma ligação profunda com a energia cósmica através dos símbolos recebidos durante a iniciação. São entregues ao iniciado 3 símbolos de muito poder e de funções específicas. O uso desses símbolos permite maior poder de cura física e emocional, mais foco na aplicação e a cura de pessoas que estão distantes ou o envio da energia para momentos do passado ou do futuro.

Público Alvo:

Reikianos iniciados nível I. Reikianos iniciados com outros mestres, poderão participar do curso, mediante apresentação do certificado do nível anterior.

Condutora:
Cristiane Magalhães – Psicóloga pela Universidade Paulista (1986), Pós-Graduada em Terapia Transpessoal pelo Grupo Omega, Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching (SBC), Mestra em Reiki pelo Sistema Usui de Cura Natural. Reúne mais de vinte anos de experiência em psicoterapia, coaching, treinamento e desenvolvimento de pessoas.

Período das Aulas:
Presencial – Final de semana
Sistema Usui | Apostila e Certificado

Inscrições: No site ou através do e-mail para: contato@novvus3.com.br

Nova Turma: Inscrições abertas

Investimento: R$ 300,00

Parcelado: 02x de R$ 150,00
Indique um amigo e ganhe 5% de desconto. *Consulte condições.

Local das Aulas:

Lauro de Freitas – Bahia
Local muito agradável. Faça uma visita!

Mais Informações:
71 3026-0717 / 9.8142-6597 / 9.9983-3876
E-mail: contato@novvus3.com.br

Curso de Acupuntura Auricular Clássica

Curso de Acupuntura Auricular Clássica

Curso Acupuntura Auricular Clássico Novvus3NOVA TURMA 2018

Acupuntura auricular (耳燭療法) ou Auriculopuntura é uma especialidade da Acupuntura que tem como foco o tratamento do quadro apresentado, diretamente no pavilhão auricular tonificando assim os pontos patógenos, através de agulhas previamente preparadas para este fim. Existem mais de 200 pontos de acupuntura na orelha.

Objetivo do Curso:

Oferecer competências técnicas e habilidades necessárias para os participantes na avaliação e utilização dos pontos reflexos da orelha com a utilização de materiais diversos tais como sementes, agulhas-semi, esferas entre outros.

Público Alvo:

Curso livre. Neste curso não há necessidade de conhecimento prévio.

Conteúdo do Curso:

1º Módulo

– Introdução histórico/teórica
– Prática com esferas de ouro e prata
– Análise de outros elementos para tratamento (sementes, agulhas-semi, etc)
– Glossário

2º Módulo

– Verificação das práticas do módulo anterior, dúvidas e anamneses
– Introdução de agulhas
– Teoria
– Prática
– Verificação de glossário

Facilitador:
Percival Carpi

Período das Aulas:
2 módulos – Quinzenalmente – Presencial – Final de semana

Nova Turma: Previsão Julho/2018

Horário nos dois sábados: 9h ás 18h no máximo;
Horário aos domingos: 9h às 16h;

Carga Horária: 60 horas – Teoria / Prática e pesquisa;

Certificado: SINTH-BA (Sindicato dos Terapeutas Holísticos da Bahia) – Convênio Unibahia de Extensão

Inscrições: Presencial ou enviando e-mail para: contato@novvus3.com.br

Local das Aulas:

Lauro de Freitas – Bahia

Mais Informações:
71 3026-0717 / 9.8142-6597 / 9.9983-3876
E-mail: contato@novvus3.com.br

Curso de Tarot

Curso de Tarot

Curso de Taror Novvus 2017

NOVA TURMA: 2018

Tarot, thora, rota, athor, este conjunto de cartas conjugadas com números é das mais puras abras primas da iniciação mais elevada do mundo antigo.

O Tarot incorpora as representações simbólicas das ideias universais por trás das quais estão todos os subentendidos da mente humana e ai reside a doutrina secreta, que poucos percebem que está contida na consciência de todos. Esse simbolismo contido no Tarot faz parte das características da mente humana e acompanha o homem desde os primórdios da história da humanidade.

 

Público Alvo:

O Curso de Tarot é direcionado a pessoas que se sintam atraídas pela ciência oculta, desejando construir um mundo melhor tornando-se tarólogos profissionais, e com isso também conquistando o aprofundamento de si mesmas.

Conteúdo programático:

Origem do Tarot
Práticas e técnicas
Comportamento do tarólogo
Descobrindo o mundo interno
A importância do outro em nossa caminhada
Os poderes das ervas
Cromoterapia e Aromaterapia
Aulas Práticas

IMG_0821Facilitadora:
Profa. Maria Dolores Fiúza

Período das Aulas:
Quinzenalmente – Presencial ou a distância

Vagas Limitadas: 15 alunos por turma

Inscrições: No site ou através do e-mail para: tarot@novvus3.com.br

Nova Turma: Inscrições abertas

Investimento:

A vista: Consulte desconto
Parcelado: 01 + 05x de R$ 337,00

Local das Aulas:

Lauro de Freitas – Bahia
Local muito agradável. Faça uma visita!

Mais Informações:
71 3026-0717 / 9.8142-6597 / 9.9983-3876
E-mail: tarot@novvus3.com.br

Agenda de Cursos 2018

Agenda de Cursos 2018

Agenda de Cursos Novvus3 Educação 2018

Os cursos abertos são voltados para o público em geral. Os treinamentos são realizados em Lauro de Freitas e Camaçari.

 

WORKSHOP

☑  A força e poder das Águas de Iemanjá – Fevereiro/2018

☑ Criando laços para encontrar a felicidade – Março/2018

☑  O despertar do Fogo Sagrado – Abril/2018

☑  Caminhos para Multiplicação – Junho/2018

☑  O poder das ervas e significado das flores – Setembro/2018

☑ Quem eu sou? Eu sou você? – 22 de Abril/2018 – Edição Campos dos Goytacazes/RJ

☑ Quem eu sou? Eu sou você? – Novembro/2018 – Edição Bahia

 

CURSOS LIVRES

Curso de Cromoterapia – Inscrições encerradas – Nova Turma: Março/2018
Clique aqui e saiba mais sobre o curso

Curso de Tanatologia – Inscrições abertas
Clique aqui e saiba mais sobre o curso

Curso de Tarot – Inscrições abertas
Clique aqui e saiba mais sobre o curso

Curso de Acupuntura Auricular Clássica – Aguarde a nova turma
Clique aqui e saiba mais sobre o curso

Curso de Reiki Nível II – Aguarde a nova turma
Clique aqui e saiba mais sobre o curso

 

INFORMAÇÕES

Para mais informações entre em contato com a nossa equipe.

E-mail: contato@novvus3.com.br

Contato: (71) 3026-0717 / 9.8142-6597 / 9.9983-3876

Constelação Familiar ajuda a pacificar conflitos judiciais

Constelação Familiar ajuda a pacificar conflitos judiciais

O método da Constelação Familiar, utilizado para observar as dinâmicas da família por meio de terapia breve, foi o tema da palestra desta quarta-feira, 11, dentro da programação da Semana da Justiça pela Paz em Casa. Magistrados e servidores participaram do encontro, no auditório Agnano Monteiro Lopes, no Fórum Cível de Belém, para conhecer a metodologia e a viabilidade de ser aplicada como técnica de solução de conflito no Judiciário, como já ocorre com a mediação e a conciliação.

De acordo com o método, o cliente da Constelação Familiar expõe o problema que almeja solucionar enquanto o terapeuta coleta informações importantes sobre a pessoa, seus pais, avós, tragédias e outras situações que possam indicar uma solução.

Segundo a analista judiciária Iná Pinheiro – que fez curso de formação em Constelação Familiar, entre 2011 e 2014, em Belém, pelo Instituto Hellinger -Institut Landshut Hohenthann da Alemanha -, o problema do cliente é colocado em um grupo comprometido com o sigilo e destinado a sustentar o trabalho sem julgamentos. “É um método que percebe a dinâmica oculta do sistema familiar. O ser humano não chega como algo isolado. Ele está inserido em um sistema, em um fluxo de vida. É importante se perceber como fluxo da vida”, completou.

Iná esclareceu que sempre que alguém é excluído do seio familiar por qualquer motivo, o sistema fica desfalcado – o que é chamado de perturbação – e exerce uma pressão para que sejam restabelecidos os vínculos. “A exclusão de um membro do sistema familiar é sentida como uma injustiça que exige compensação”, disse.

Atualmente, o método é utilizado na Vara de Família de Amargosa, na Bahia, com números elevados de conciliações. O método de Constelação Familiar está sendo utilizado pelo Judiciário como técnica alternativa e como etapa preparatória da mediação, nas soluções das ações de família, entre outras, e, consequentemente, na promoção da pacificação social.

A expectativa é de utilização do método como projeto piloto pela Coordenação Estadual de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) e pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos e Cidadania (Nupemec), como ressalta a juíza auxiliar da Coordenadoria da Mulher, Mônica Maciel.

“Pode ser adotado como modelo de justiça restaurativa, além de mediação e conciliação, na melhoria da resolução de conflitos nas Varas de Família, nos crimes de menor potencial ofensivo, nas Varas de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. É possível trabalhar a vítima e o agressor exatamente no conflito interno e, com isso, buscar a restauração da família”, explicou a juíza.

Novvus3 Constelação Familiar

Iná Pinheiro, durante palestra sobre Constelação Familiar, no Agnano Lopes

 

A coordenadora estadual do Nupemec, desembargadora Dahil Paraense, afirmou que o método é importante para divulgar a cultura de paz. “O núcleo gere a política da pacificação social. Certamente, ajuda a evitar a judicialização de ações e auxilia na diminuição da cultura do litígio com o trabalho desenvolvido em conjunto”, disse.

O servidor Alexandre Rodrigues, da Corregedoria de Justiça das Comarcas do Interior, participou da dinâmica de apresentação do método. Ele disse que conheceu as Constelações Familiares por meio do facebook do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “O método pode auxiliar muito o magistrado no sentido de perceber o que acontece por trás dos conflitos que chegam ao Judiciário. Com isso, ele fica mais à vontade para decidir e para conciliar entre as partes nos conflitos familiares”, afirmou. Tatiana Ozório é assessora da Vara de Crimes contra Criança e Adolescente e disse já conhecer o método. “É a busca de mais uma ferramenta para a solução dos litígios”, finalizou.

Fonte: Coordenadoria de Imprensa
Texto: Will Montenegro

Estatuto da Pessoa com Deficiência entra em vigor com garantia de mais direitos

Estatuto da Pessoa com Deficiência entra em vigor com garantia de mais direitos

Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil

inclusao-novvus3-educacao-estatutoEntra em vigor neste sábado (2) o Estatuto da Pessoa com Deficiência, que traz regras e orientações para a promoção dos direitos e liberdades dos deficientes com o objetivo de garantir a essas pessoas inclusão social e cidadania. A nova legislação, chamada de Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, garante condições de acesso a educação e saúde e estabelece punições para atitudes discriminatórias contra essa parcela da população.

Hoje no Brasil existem 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. A lei foi sancionada pelo governo federal em julho e passa a valer somente agora, 180 dias após sua publicação no Diário Oficial da União.

Menos abusos

Um dos avanços trazidos pela lei foi a proibição da cobrança de valores adicionais em matrículas e mensalidades de instituições de ensino privadas. O fim da chamada taxa extra, cobrada apenas de alunos com deficiência, era uma demanda de entidades que lutam pelos direitos das pessoas com deficiência.

Quem impedir ou dificultar o ingresso da pessoa com deficiência em planos privados de saúde está sujeito a pena de dois a cinco anos de detenção, além de multa. A mesma punição se aplica a quem negar emprego, recusar assistência médico-hospitalar ou outros direitos a alguém, em razão de sua deficiência.

Veto

Um trecho que foi vetado pela presidenta Dilma Rousseff na época de sua sanção, porém, gerou críticas. O projeto de lei aprovado pelos parlamentares obrigava empresas com menos de 100 funcionários a contratarem pelo menos uma pessoa com deficiência. Atualmente, a obrigação vale apenas para as empresas com 100 trabalhadores ou mais. O veto foi considerado pela deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP), relatora da proposta na Câmara, uma “perda irreparável”.

Cotas

De acordo com o estatuto, as empresas de exploração de serviço de táxi deverão reservar 10% das vagas para condutores com deficiência. Legislações anteriores já previam a reserva de 2% das vagas dos estacionamentos públicos para pessoas com deficiência, mas a nova lei garante que haja no mínimo uma vaga em estacionamentos menores. Os locais devem estar devidamente sinalizados e os veículos deverão conter a credencial de beneficiário fornecida pelos órgãos de trânsito.

A legislação exige também que 10% dos dormitórios de hotéis e pousadas sejam acessíveis e que, ao menos uma unidade acessível, seja garantida.

Mais direitos

Outra novidade da lei é a possibilidade de o trabalhador com deficiência recorrer ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço quando receber prescrição de órtese ou prótese para promover sua acessibilidade.

Ao poder público cabe assegurar sistema educacional inclusivo, ofertar recursos de acessibilidade e garantir pleno acesso ao currículo em condições de igualdade, de acordo com a lei. Para escolas inclusivas, o Estado deve oferecer educação bilíngue, em Libras como primeira língua e português como segunda.

MEC mudará sistema de revalidação de diplomas estrangeiros no Brasil

MEC mudará sistema de revalidação de diplomas estrangeiros no Brasil
MEC - Revalidação de Títulos Estrangeiros

MEC – Revalidação de Títulos Estrangeiros

Lisandra Paraguassu – O Estado de S. Paulo

Universidades brasileiras terão de fazer a análise independentemente de haver diferenças curriculares entre os cursos

BRASÍLIA – O Ministério da Educação (MEC) vai facilitar e reorganizar o sistema de revalidação de diplomas estrangeiros no Brasil. Uma resolução aprovada em fevereiro pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), que deve ser homologada pelo MEC, fará com as universidades brasileiras, responsáveis por esse processo, sejam obrigadas a fazer a análise, independentemente de haver diferenças curriculares entre o curso no país de formação do candidato e o Brasil. Além disso, deve ser criado um sistema para que, uma vez que um diploma de um determinado curso de uma instituição seja revalidado, por algum tempo todos os diplomas iguais também sejam, sem necessidade de fazer toda a avaliação curricular novamente.

Hoje, para conseguir o aceite de um diploma para trabalhar no Brasil, o estrangeiro – ou o brasileiro formado no exterior – precisa entrar com um processo em uma das universidades do país que tenham cursos na área de sua formação. No entanto, o processo não tem prazo para resposta e a instituição pode simplesmente se recusar a aceitar até mesmo de fazer a análise alegando diferenças no currículo. Por exemplo, um curso que aqui tenha cinco anos e a formação original do profissional seja de quatro anos já é suficiente para a instituição recuse até mesmo a abertura do processo. Ou, por exemplo, um curso no exterior que seja de formação integrada em engenharia e arquitetura, como acontece no Uruguai, também é razão para a negativa.

“Não poderá haver recusa de análise e abertura de avaliação por divergência de organização curricular. A instituição poderá até recorrer à avaliadores externos para analisar currículos não conhecidos, mas não poderá negar, sob risco de perdermos profissionais com formação de qualidade”, explica Luiz Roberto Curi, relator da resolução no CNE. O conselheiro defende que é esse intercâmbio curricular que há avanços. “Essa avaliação deve ser um instrumento de cooperação científica”, defende.

Prazo maior. A outra mudança visa também a simplificar a revalidação ao estabelecer alguns parâmetros e prazos para as instituições. O principal deles é definir que, por um prazo ainda a ser definido, de 5 ou 10 anos, diplomas de instituições e cursos iguais terão que ser revalidados sem que o profissional tenha que passar por todo o processo de avaliação.

Ele terá apenas de entregar os documentos exigidos na mesma instituição que validou o diploma inicialmente, o que deve reduzir o tempo e o custo do processo. Uma espécie de banco de dados deverá ser criado. Hoje, uma revalidação pode custar até R$ 3 mil em taxas, traduções juramentadas e registro de documentos. “A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal) já faz isso. Ela só manda estudantes para instituições já avaliadas e outros alunos já vem com o processo pronto”, compara Curi.

Também se mantém o prazo de seis meses para a instituição aceitar o processo, mas define que será aberto um processo administrativo no caso de não cumprimento – hoje não há punições e frequentemente os processos demoram mais do que isso. Além disso, os candidatos só poderão abrir dois processos, em duas instituições diferentes, e o primeiro apenas depois da resposta negativa da primeira instituição. De acordo com o relator, isso foi feito para evitar processos concorrentes e trabalho duplicado. Atualmente, como os processos demoram e podem ser negados por razões dúbias, muitos profissionais iniciam vários ao mesmo tempo.

Fonte: Estadão